Série de TV: Camelot (2011)

camelot_starz
O ator Jamie Campbell Bower interpreta o rei Arthur e Eva Green, sua irmã Morgana.

Com a repentina morte do Rei Uther, a Grã-Bretanha enfrenta o caos. O feiticeiro Merlin (Joseph Fiennes) aponta Arthur (Jamie Campbell Bower), filho do falecido rei, como o herdeiro do trono, mas sua meia-irmã, Morgana (Eva Green), tem outros planos. Arthur enfrenta tempos difíceis e será testado para além da imaginação (Fonte: Adoro Cinema).

Também sobre o ciclo arturiano, a série é adaptação livre do livro “A Morte de Artur”, do autor Thomas Malory. O livro é um compêndio das lendas do rei Artur e os cavaleiros da Távola Redonda.

Clique aqui para ler mais sobre a série Camelot.

Clique aqui para ler mais sobre o livro A Morte de Artur.

Trailer (em inglês):

Continuar lendo “Série de TV: Camelot (2011)”

Série de TV: Merlin (2008-2012)

Merlin-Primeira-Temporada-Download
Livremente inspirada no ciclo arturiano, a série esteve no ar de 2008 até 2012.

No excitante universo de Camelot, porém ambientada no Século 21, conta a história de Merlin (Colin Morgan) e Arthur (Bradley James) antes de eles tornarem-se mitos, quando ainda eram jovens loucos por aventuras. À procura do amor e dos próprios destinos, eles compartilham os erros e os acertos ao longo do caminho (Fonte: Adoro Cinema).

Clique aqui para mais informações sobre Merlin.

Trailer (em inglês): Continuar lendo “Série de TV: Merlin (2008-2012)”

Livro e Filme: As Brumas de Avalon (The Mists of Avalon)

brumas

Quem nunca ouviu lendas sobre o Rei Arthur e sua Távola Redonda, que tratava seus cavaleiros como iguais, o rei justo e bondoso? É mas nem só de rosas o reino de Arthur foi composto e muito sangue, ódio e traição também foram ingredientes importantes na construção da obra de Marion Zimmer Bradley. Contado a partir da perspectiva das mulheres que rodeavam o rei, As Brumas de Avalon é uma coleção que mostra uma percepção mais sensível (e não menos brutal) da Bretanha Celta e da misteriosa Avalon e seus segredos.

Durante toda a narrativa, foi possível entrar de cabeça na Bretanha Celta e sentir um pouco dos costumes daquela época, onde os casamentos eram arranjados – e não podiam ser questionados, vale lembrar, – e as mulheres não eram mais do que as senhoras de suas casas e cabides para jóias e fitas dadas pelos seus senhores. A realidade de Avalon era diferente: a Deusa só se comunicava com as mulheres, as quais tinham de ser consultadas e sua sabedoria era respeitada como sendo vindas da própria Deusa (Fonte: Livros em Série).  Continuar lendo “Livro e Filme: As Brumas de Avalon (The Mists of Avalon)”