Fórum de discussão | Arte Sacra

ME0000104649_3
Madona com criança, Hugo van der Goes.

A pintura de cunho religioso foi muito usada na Idade Média. Os pintores faziam nome principalmente na decoração das paredes e na ilustração de manuscritos. Esses artistas – como Andrea Tafi, Hans Acker, Hugo van der Goes, entre outros – contribuíram muitíssimo com suas obras, servindo também como inspiração para artistas que vieram depois deles.

A proposta deste fórum de discussão é a seguinte:

  • Escolha um artista medieval e uma obra desse artista (deverá ser arte sacra);
  • Escreva um comentário no blog COM AS SUAS PALAVRAS contendo uma mini biografia do artista (nome, origem, período e outras informações relevantes) e da obra escolhida (nome, ano, local, e se possível onde se encontra atualmente);
  • No comentário, você também deve escrever as SUAS IMPRESSÕES PESSOAIS sobre a obra escolhida.
  • Poste o link da imagem escolhida.

Clique aqui para ver lista com diversos artistas da Idade Média.

Clique aqui para ler sobre as figuras mitológicas do mundo medieval.

Não esqueça de colocar o nome/sobrenome e a turma no comentário.

Anúncios

25 comentários em “Fórum de discussão | Arte Sacra

  1. A obra que eu escolhi foi, PIETÁ. http://pt.wahooart.com/Art.nsf/O/8XZN8T/$File/Lorenzo-Di-Alessandro-Da-Sanseverino-Pieta.JPG

    O artista que eu escolhi é o Lorenzo D’ Alessandro. Lorenzo é popularmente conhecido como Lorenzo Da San Severino. Ele era italinano. Juntamente com seu irmao Jacopo Salimbeni, criou a agora chamada Escola de pintura dos irmãos Salimbeni. Que influênciou muitos outros artistas como, Niccolò di Liberatore.
    PAMELA DA SILVA LUZ. TURMA: PROEMI 203
    CIEP 323 MARIA WERNECK DE CASTRO

    Curtir

  2. Hugo van der Goes (1440 – 1482)
    O Retábulo Portinari _ É obra mais famosa encomendado pela igreja do Hospital da Igreja de Santa Maria Nuova, em Florença.
    Suas obras teve grandes valor e muitas ademirações ela é reconhecida pela tensão dramática e pela sensação de movimento, unindo os contrastes coloridos aos tons de um realismo calmo.

    Curtir

  3. Artísta escolhido foi o Hugo van der Goes, sua origem não tem ao certo, mas muitos acham que é portuguesa. Viveu no período entre 1440 a 1482.
    Escolhi a obra “Virgem e o Menino com Santa Ana e de um doador franciscano” ( 1475 – Belgium)
    Imagem :

    Minha opinião da obra; é um simbolismo que muitos até hoje admiram e se espelham, imagens como essa são de muitas maneiras emocionantes para quem tem a crença Cristã. É muito representativo e muito espiritual. E a maneira como está detalhado, sombras e cores, tornando mais real, a forma de tocar é ainda mais impactante, tornando-se muito forte e marcante, demonstra também emoções que o artista sente, cada traço nos passa um ar de como estivéssemos presentes no local.

    Aluna: Kelly Pietra Kreva Borges
    Turma: Proemi203

    Curtir

  4. Jan van Eyck foi um pintor flamengo do século XV , mundialmente conhecido por ter inventado a pintura a óleo, caracterizado pelo naturalismo expressava em suas pinturas mais exatidão. Escolhi então, um quadro de sua arte sacra ” Adoração ao Cordeiro Místico ” que contem bastantes cores vivas que naquela época era novidade quadros vivos e com clareza, tecnica crida por ele com a ajuda da pintura a óleo que resaltava a exatidão e o relevo do quadro.

    Curtir

  5. Duccio di Buoninsegna, de Siena, de 1255 a 1319. Foi um artista mais influente do seu tempo em Siena e a figura mais importante na Escola Sianesa. Uma de suas importantes obras MAESTÀ, A Virgem com Vinte Anjos e Dezenove Santos, de 9 de Junho de 1311, carregada pelas ruas de Siena foi uma cerimonia religiosa. A pintura ficou na capital de Siena no ano de 1311 e permaneceu até 1711 por que foi desmantelada para que ficasse em dois altares. Essa obra fez com que a arte italiana se desviasse do estilo bizantino para representações pictóricas mais realistas.

    Aluna: Thaís da SIlva Martins Gomes
    Turma: Proemi 203

    Curtir

  6. Robert Campin (1375 á 1444), considerado o primeiro grande pintor flamengo (flandres), nasceu e morreu em Tournai na Bélgica.
    Observou o mundo realista, e em uma das suas primeiras obras, encontra-se uma influência dos irmãos Limbourg.
    Entre uma de suas obras sacras, tem a do Cristo crucificado (http://pt.wikipedia.org/wiki/Robert_Campin#mediaviewer/File:Robert_Campin_004.jpg).
    Me chamou atenção por ser uma obra retratando Cristo sendo Crucificado, uma pintura com imagem pesada. Cristo morrendo na cruz, sofrendo, e sendo mal tratado. Não encontrei informações sobre quando foi feito, ou aonde está.

    Turma:PROEMI 203

    Curtir

    1. O mais interessante era que essas pinturas – nem todas – decoravam locais religiosos, como igrejas, mosteiros, abadias, entre outros. E mesmo assim, algumas tinham esse ar “pesado” como vc mencionou, Stéphany. O objetivo dessas pinturas não era só decorar, mas também serem didáticas.

      Curtir

  7. Hugi Van Der Goes foi um pintor flamengo que viveu entre 1440 – 1482. uma das suas grandes obras o Retábulo Portinari (1475) encomendado por Tommaso Portinari para a Igreja de Sant’Egidio, no Hospital de Santa Maria Nuova, em Florença.
    A pintura representa muito bem o que e o cristianismo.

    http://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2012/03/29/920499/conheca-retabulo-portinari-hugo-van-der-goes.html

    Nome: Mitsrael C.S.A. de Souza
    Turma: 203

    Curtir

  8. Anovelo da Imbonate
    Obra: A Crucificação.

    Anovelo da Imbonate que viveu entre 1300 e 1400, era um pintor italiano que trabalhou em Milão e na Lombardia, a serviço da Corte da Casa De Visconti. Estudante da Oficina de Giovanni di Benedetto.
    Só algumas de suas obras são documentadas e algumas estão na Basílica de Sant’Ambrogio, na Basílica de Sant’Eustorgio e na Igreja de São Marco, em Milão.

    Obra:A Crucificação
    One De Se Encontra:na Igreja de São Marco, em Milão.

    A obra retrata a crucificação de Jesus e santos e papa ao seu redor como se tivessem glorificando-o dando a entender que ele morreu por nós e sempre será lembrado por esse feito maravilhoso.

    NOME:Tauane Alves
    Número:26
    Turma:Proemi 203

    Curtir

    1. Bela escolha, Tauane. É interessante notar que os artistas pintavam Cristo seguindo os padrões europeus, com a pele e os cabelos claros. E essa imagem vai se propagar pelas obras, não só na Idade Média, mas em períodos posteriores também.

      Curtir

    1. Hans Acker (1380 — 1461, Ulm) foi um pintor de vitrais alemão do Gótico da escola Ulm, um grupo de pintores alemãos da Ulm. Ele principalmente trabalhou na catedral de Berna e na catedral de Ulm.A pintura da Alemanha se desenvolveu a partir do século X, com o surgimento da arte otoniana. Como toda pintura ocidental, foi marcada, inicialmente, pela criação de iluminuras. Com o progresso da cidade de Colônia e com o Renascimento, um tipo peculiar de arte surgiu na Alemanha, em contraposição às obras criadas na Itália. Com Dürer e outros pequenos mestres, a gravura ocidental alcançou novos patamares.
      Importantes artistas alemães do Renascimento foram Albrecht Altdorfer, Lucas Cranach, Matthias Grünewald e Hans Holbein. Os mais importantes artistas barrocos foram Cosmas Damian Asam. Outros artistas são o romântico Caspar David Friedrich, o surrealista Max Ernst, o conceitualista Joseph Beuys, Wolf Vostell e Gerhard Richter e o neo-expressionista Georg Baselitz.
      Pintura da Idade Média e Gótico
      Ver artigos principais: Arte dos povos germânicos e Pintura do gótico
      A arte carolíngia é a forma mais primitiva de arte germânica. Carlos Magno, como representante de Roma, pretendia fazer um revival da arte romana e de sua cultura no Ocidente. Distanciando-se da iconoclastia do Império Bizantino, Carlos Magno admitiu o uso de imagens em obras artísticas e, assim, fez surgir as origens do que viria a ser o Gótico e o Românico. Como em toda arte carolíngia, as iluminuras tiveram grande importância, como o Código Áureo de Lorsch (778 – 820). No começo do século IX, o Arcebispo Ebo de Reims, juntou alguns artistas e transformou a arte carolíngia com a iluminura chamada Evangelho de Ebo, usando pinceladas vibrantes e rápidas. O melhor exemplo dessa época é o Saltério de Utreque (816 – 835). Na época, havia afrescos em igrejas e palácios, mas a maioria deles não mais existe.
      São Cristóvão, por Konrad Witz.
      Os primeiros grandes exemplos de pinturas alemãs surgiram com a arte otoniana. Esplêndidos manuscritos, enriquecidos com iluminuras, foram produzidos na Escola de Reichenau, enquanto que em Colônia, a pintura de miniaturas exibia um brilhante uso de cor. Ratisbona e Salzburgo foram centros de pintura de afrescos durante o período românico, mas poucas obras ainda sobrevivem.
      Nos séculos XV e XVI, a arte de criação de iluminuras decaiu e a elaboração de vitrais desenvolveu-se bastante. Nesses séculos se expandiu a arte da criação de retábulos, em uma grande variedade de estilos. Comeám a serem conhecidos nomes individuais de artistas, pertencentes ao chamado Gótico Internacional ou Weicher Stil. Conrad Soest trabalhou na Vestfália. Em Hamburgo trabalhou Frade Francke. O centro artístico da época era a cidade de Colônia, a ponto de ser criada uma Escola de Colônia, com pintores como Stefan Lochner, criador de obras delicadas que tinham a influência da pintura flamenga, especialmente de Jan van Eyck e Rogier van der Weyden.
      Depois de Lochner, Colônia recebeu um forte influência flamenga. Cabe citar também Hans Memling, que nasceu na Alemanha, mas desenvolveu seu trabalho em Flandres. Outros artistas importantes do período foram Lukas Moser, Konrad Witz, Hans Multscher, Hans Holbein, Michael Pacher e Michael Wolgemut.
      Caba também destacar no século XV, o desenvolvimento da arte da gravura em madeira, a xilogravura, que teve seu primeiro desenvolvimento na arte alemã. Dos mestres anônimos, deve-se destacar o Mestre E.S., precursor de Martin Schongauer, o mais célebre dos gravadores.
      O período gótico na Alemanha terminou com a obra de Matthias .Postado por:Anna T:2001(espero que gostem,pois é meu artista sacra favorito)

      Ele me influenciou a respeitar a arte sacra e aumentou o meu conhecimento não sobre a religião mas,com artista. Nome:Anna Angélica T:2001

      Curtir

  9. Falaremos Sobre Pietro Cavallini (1250 – 1330) que foi um pintor italiano e criador de mosaicos no fim da Idade Média e conseqüentemente do que pode-se chamar pré-renascimento, durante o Trecento.

    As obras importantes, estão as Cenas da Vida de Maria (mosaicos na abside da Basílica de Santa Maria em Trastevere em Roma). As seis cenas forma feitas a pedido do cardeal Bertoldo Stefaneschi e os mosaicos foram elogiados pelo retrato naturalista da vida da Virgem, com a explícita influência de Cimabue e Duccio.
    Outra obra importante é O Julgamento Final, parte do ciclo de afrescos em Santa Cecilia in Trastevere, em Roma.

    Curtir

  10. Simone dei Crocifissi

    Foi um pintor Italiano , ele sofreu a influência de Vitale da Bologna, Grande Mestre Italiano, Não se tem muita informação sobre a sua vida. Acreditam que ele tenha nascido em Bolonha nos anos de 1330 , tendo feito quase toda as suas obras neste local
    Seu estilo pictórico reinterpreta a graça expressiva de Vitale da Bologna. Suas pinturas mais importantes hoje conservadas são os afrescos executados para a igreja de Madonna di Mezzaratta

    Obra de Simone dei Crocifissi – Santo, séc. XIV

    Curtir

  11. Petrus Christus era um pintor flamengo radicado em Bruges. Nasceu em Baarle perto de Bruxelas entre 1410/20 e morreu em Bruges em 1473. Alguns consideram ter ele trabalhado no ateliê de van Eyck, outros acreditam ter sido um pintor independente. Para completar sua formação, viajou para Roma sendo influenciado por Antonello Massina. Foi considerado o sucessor de van Eyke em Bruges, coube a ele terminar algumas pinturas do grande mestre. Fez sucesso e recebeu o título de Mestre de Bruges.
    A suas principais obras são :
    o Retrato de Edward Grymeston (a título de empréstimo à National Gallery, Londres, 1446)
    o Retrato de um (Metropolitan Museum of Art, New York, 1446)
    cartuxo, o chamado St.
    Eligius em sua loja (Metropolitan Museu de Arte [Robert Lehman Colecção], New York, 1449)
    a Virgem de Enfermagem da Criança (agora no Koninklijk Museum voor Schone Kunsten, Antuérpia, 1449)
    os chamados “Asas do altar de Berlim” com a Anunciação,
    Natividade
    e Juízo Final (Gemaldegalerie, Staatliche Museen zu Berlin, 1452)
    e da Virgem eo Menino Jesus com santos Jerônimo e Francis (Städelsches Kunstinstitut, Frankfurt-am-Main, 1457 -? os dígitos não são claros).
    Além disso, um par de painéis na Groeningemuseum em Bruges (mostrando o Anunciação e Natividade) é portadora de uma data de 1452, mas a sua autenticidade é suspeito.

    Curtir

  12. Simone dei Crocifissi

    Foi um Pintor Italiano , ele sofreu a influência de Vitale da Bologna, Grande Mestre Italiano, Não se tem muita informação sobre a sua vida. Acreditam que ele tenha nascido em Bolonha nos anos de 1330 , tendo feito quase toda as suas obras neste local
    Seu estilo pictórico reinterpreta a graça expressiva de Vitale da Bologna. Suas pinturas mais importantes hoje conservadas são os afrescos executados para a igreja de Madonna di Mezzaratta

    Obra de Simone dei Crocifissi – Santo, séc. XIV

    Ana Paula de Barros Silva Turma 2001

    Curtir

  13. Lorenzo d’Alessandro, nasceu em 1455, foi um pintor italiano e intérprete do final do estilo gótico. Teve sua inspiração em Carlo Crivelli e Piero della Francesca.
    Criou a escola de pintura com seu irmão Jacopo Salimbeni, a escola se chama Escola de pintura dos irmãos Salimben.
    Turma : 2001
    Nome : Amanda Pereira Barbosa

    Curtir

  14. Barna da siena
    nome.nayara turma; 2001
    Bem, o que eu sei que ela era uma mulher muito importante naquela época e ela ajudava todos com as suas necessidades, com isso ela ganhava muito apoio com
    a sua voz encantadora de ajudar a todos. Afrescos com cenas do Novo Testamento na colegiada de San Gimignano (c. 1340), atribuídos a Barna da Siena. Barna da Siena é o nome dado ao suposto autor de um ciclo de afrescos com cenas bíblicas que decoram a colegiada de San Gimignano, na cidade homônima da Toscana, e de outras obras a ele atribuídas com base nestes afrescos. Segundo a historiografia tradicional, Barna foi ativo em Siena entre 1320 e 1350. Entretanto, nada se sabe de concreto sobre sua vida e, mesmo sendo mencionado como um dos grandes mestres sieneses da primeira metade do século XIV, sua própria existência já foi questionada.1 2

    Curtir

  15. O Mestre das Cartas foi o primeiro grande mestre das gravuras na história. , trabalhando no sul da Alemanha. Foi considerado “a primeira personalidade na história da gravura”. Ele é conhecido por 106 gravuras que incluem um jogo de cartas em cinco baralhos. algumas de suas obras contém muitos gravuras em miniaturas, principalmente as cartas que contiam miniaturas das obras da grande bliblía com detalhes únicos. O mestre das cartas foi o primeiro a usar técnica com gravuras sendo assim sua técnica foi usada por artistas q vieram mais tarde

    Curtir

  16. Pietro Cavallini (1250 – 1330) foi um pintor italiano e criador de mosaicos no fim da Idade Média e conseqüentemente do que pode-se chamar pré-renascimento, durante o Trecento . Pouco se sabe sobre sua biografia, embora se saiba que ele era de Roma, visto que ele assinava como pictor romanus.
    História

    A descoberta de seus afrescos em Roma em 1900 fez com que acontecesse uma revisão da tese de Giorgio Vasari, que tinha anteriormente estipulado que a pintura italiana tinha se originado exclusivamente em Florença.

    Seu primeiro trabalho importante foram os ciclos de mosaico na Basílica de São Paulo fora dos Muros, com histórias dos Atos dos Apóstolos e do Antigo Testamento (1277-1285). Elas foram destruídas pelo fogo em 1823.

    Seu “Julgamento Final”, na Igreja de Santa Cecilia in Trastevere, em Roma, pintado em aproximadamente 1293 e considerada sua obra-prima, demonstra uma estilo artístico conhecido como “Naturalismo romano”. Este naturalismo vai influenciar o trabalho de artistas que trabalhavam em outras cidades italianas como Florença e Siena. Em Siena, a influência das formas romanas clássicas se combina com a herança artística bizantina da região e com a influência da pintura gótica do norte da Europa para formar o que se convencionou chamar de gótico internacional. Em Florença, a influência de formas romanas clássicas se combinou com a herança artística bizantina da região e levou a um interesse nas pinturas e esculturas volumétricas e naturalistas. Esse trabalho contrasta totalmente com o gótico, o gótico internacional e o estilo bizantino, que eram comparativamente planos e ornamentados.

    A assim chamada escola romana, da qual Pietro Cavallini fez parte (e que Vasari desconsiderou), nasceu pelo fim do século XIII com a contribuição de pintores como Jacopo Torriti e Filippo Rusuti, que ainda estavam muito próximos e ligados à estática arte bizantina. Foi com Pietro Cavalli que a pintura se tornou mais natural, aproximando-se das obras de outro mestre: Cimabue.

    Esse naturalismo é evidente na Basílica de São Francisco de Assis em Assis, construído nos últimos anos no século XIII para homenagear o recém-canonizado São Francisco e onde trabalharam vários artistas. Ainda não se sabe se Pietro Cavallini participou das obras ali, mas muitos dos afrescos lembram seu estilo.

    A partir de 1308, Cavallini trabalhou em Nápoles, na corte do Rei Carlos II de Nápoles, principalmente na Igreja de São Domingos Maior (1308) e na Igreja de Santa Maria di Donnaregina (1317), junto com seu amigo romano Filippo Rusuti. Ele voltou para Roma antes de 1325, começando a decoração externa da Basílica de São Paulo fora dos Muros em 1321, com uma série de mosaicos ao estilo bizantino.

    Entre suas obras importantes, estão as Cenas da Vida de Maria (mosaicos na abside da Basílica de Santa Maria em Trastevere em Roma). As seis cenas forma feitas a pedido do cardeal Bertoldo Stefaneschi e os mosaicos foram elogiados pelo retrato naturalista da vida da Virgem, com a explícita influência de Cimabue e Duccio. Outra obra importante é O Julgamento Final, parte do ciclo de afrescos em Santa Cecilia in Trastevere, em Roma.

    As pinturas na abside em São Jorge em Velabro, Roma, forma atribuídas a ele por causa da similaridade estilística em relação às pinturas em Trastevere. O mosaico na abside da Basílica de San Crisogono, na região de Trastevere, mostrando “Maria com São Sebastião e Crisógono, também é atribuída a Cavallini.

    Curtir


  17. O Retábulo Portinari
    Hugo van der Goes (1440 – 1482) foi um pintor flamengo.

    Apesar de não existirem registos, suspeita-se que Goes teria ascendência portuguesa.

    Ele entrou na guilda de artistas da região em 1467. Logo foi eleito chefe da guilda. Casou-se com Maria Maddalena Baroncelli em 1470 e teve dez filhos. Sofria de uma doença mental e retirou-se para um monastério para se recuperar. Foi considerado um membro leigo da organização. Tentou suicídio em 1480 e morreu dois anos depois.

    Essa pintura é demais gostei muito desses artistas, inclusive o Hugo van der Goes. Me inspirou muito esse artista, achei muito legal.

    Nome:Luiz Felipe Baptista De Santana
    Turma:2001

    Curtir

  18. Pietro Cavallini (1250 – 1330) foi um pintor italiano e criador de mosaicos no fim da Idade Média e conseqüentemente do que pode-se chamar pré-renascimento, durante o Trecento . Pouco se sabe sobre sua biografia, embora se saiba que ele era de Roma, visto que ele assinava como pictor romanus. Teve como destaque algumas obras como:”demonstra uma estilo artístico conhecido como “Naturalismo romano”. Este naturalismo vai influenciar o trabalho de artistas que trabalhavam em outras cidades italianas como Florença e Siena.

    Muitas de suas pinturas ficaram muito famosas nos anos de sua carreira.
    nome: amauri gomes monteiro,tamíris rozeti
    turma:2001

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s