Os Oito Imortais no taoismo

Clique nas imagens para ampliá-las.

Os Oito Imortais são um grupo de deidades mitológicas chinesas que aparecem em lendas e textos tradicionais da doutrina taoista. Eles agem como super-heróis santos e atuam na vida de seus devotos de várias maneiras. Diferentemente dos deuses de mitologias politeístas, os Oito Imortais são pessoas comuns que chegaram à iluminação e se tornaram imortais e etéreas. Todos eles estão ligados a figuras históricas (que realmente existiram ou não) das dinastias reais chinesas entre 206 a.C. e 1279. Podem ser, por exemplo, um primo de um imperador da dinastia Tang ou um general sem nome do exército dos Song.

Cao Guojiu

A lenda diz que Cao era o tio de um dos imperadores da dinastia Song. Quando seu fictício irmão mais novo, Cao Jingzhi, assassinou um homem impunemente, Guojiu teve uma crise moral. Abandonou a corte e seus bens materiais, tornando-se um peregrino. Alcançou a iluminação durante suas andanças.

  • Aparência e poderes: patrono dos atores, Cao é representado com uma tábua de jade capaz de purificar o ambiente em uma mão e um par de castanholas na outra.

He Xiangu

É a única mulher do grupo. Aos 14 anos, uma figura divina apareceu em seus sonhos e pediu que comesse um pó mágico, que tornaria seu corpo etéreo e imortal. Gradativamente, Xiangu parou de comer outros alimentos e ascendeu, prometendo manter-se virgem para sempre.

  • Aparência e poderes: leva um instrumento de sopro chamado sheng e uma flor de lótus que melhora a saúde mental e física dos devotos. Tem um pássaro no ombro.

Zhongli Quan

É o líder oficial do grupo. Segundo a lenda, era um dos generais da dinastia Han. Após ser derrotado pelo exército tibetano, ele se refugiou em uma montanha, onde um velho lhe ensinou os segredos da iluminação. Após três dias ininterruptos de lições, Zhongli deixou o local e jurou usar os poderes para auxiliar a humanidade.

  • Aparência e poderes- Carrega um leque mágico cujos ventos trazem os mortos de volta à vida e transformam pedras em ouro e prata.

Lan Caihe

O mais misterioso (ou misteriosa?) da turma não tem sexo definido. Os desenhos taoistas sempre representam a divindade com o corpo de uma garota ou garoto (nunca de adulto), trajando um vestido azul ambíguo. Sua habilidade musical o(a) tornou patrono(a) dos menestréis (poetas cantores itinerários)

  • Aparência e poderes: anda com um pé descalço e carrega uma cesta cheia de flores. Exímio(a) cantor(a), suas letras preveem o futuro. Deixa moedas por onde passa

Lu Dongbin

Mesmo não sendo o líder oficial, é respeitado por seus companheiros como se fosse. É considerada a mais importante divindade para os taoistas porque tem a missão de transmitir os ensinamentos da doutrina para a humanidade.

  • Aparência e poderes: carrega uma espada nas costas que é usada para afugentar os maus espíritos. Outra marca registrada são suas roupas de professor.

Li Tieguai

Também conhecido como Li “Muleta de Ferro”, é o mais popular do octeto. Ancião do grupo, é descrito como rabugento e mal-humorado. Por outro lado, é considerado uma divindade generosa, que auxilia os necessitados.

  • Aparência e poderes: carrega um recipiente cheio de remédios milagrosos e anda sempre com uma muleta de ferro. Pode se manifestar como um mendigo no mundo físico

Han Xiang Zi

Era um estudante do confucionismo por influência de seu tio, Han Yu, um político importante da dinastia Tang. Zi tornou-se discípulo taoista de Lu Dongbin (outro dos Imortais) e converteu o tio com um pequeno milagre: despejou litros e litros de vinho dentro de um recipiente minúsculo sem que ele enchesse.

  • Aparência e poderes: considerado patrono dos flautistas, Zi nunca larga sua flauta mágica, cujo som enche seus devotos de saúde e vitalidade.

Zhang Guo Lao

É o único dos oito com claros indícios de ser uma figura histórica. Documentos apontam que viveu durante a dinastia Tang como um eremita em uma montanha. Relatos da corte da imperatriz Wu dizem que, quando ela o conheceu, ele já aparentava ter centenas de anos de idade.

  • Aparência e poderes: o alegre velhinho sempre cavalga uma mula (às vezes, montado ao contrário).

Texto extraído do Mundo Estranho.

Crédito das imagens: Pnterest.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s