Lenda Celta – O Casamento de Fionn

image
O rei Fionn. Fonte: sacredwood.yuku.com.

Vários anos se passaram depois que Fionn restaurou o prestígio dos fiana. Ele dirigia seu exército com sabedoria, e em todas as circunstâncias dava exemplo de bravura e bom humor.

No entanto, havia uma coisa que incomodava seus companheiros: o rei não tinha nenhuma mulher ao seu lado. Certo dia, Crimall abordou o assunto com o sobrinho.

– Agora você precisa pensar em deixar descendentes.
Conheço várias mulheres que ficariam honradas em viver ao seu lado, mas parece que você não as vê.

Fionn refletiu por um momento, depois disse:

– Você se lembra da noite em que fui sozinho até a fonte sagrada, que fica entre duas colinas, fora dos muros de Tara?

– Lembro, sim. Conforme manda o costume, você foi preparar o coração e a alma para se tornar rei dos fiana.

– Pois bem, aquela noite tive um encontro.

E Fionn contou ao tio a história que se segue.

Ele estava meditando ao lado da fonte, quando uma das duas colinas se abriu para dar passagem a três moças, uma mais linda do que a outra. Manteve-se completamente imóvel, para não denunciar a sua presença e poder observá-las à luz do luar. De repente, uma delas olhou em sua direção e conteve um grito. Imediatamente as três saíram correndo.

– Esperem! Não fujam! – ele gritou, saindo em sua perseguição.  Continuar lendo “Lenda Celta – O Casamento de Fionn”

Anúncios

Lenda Celta – Cuchullain

O herói celta Cuchullain. Fonte: rstynes.net
O herói celta Cuchullain. Fonte: rstynes.net.

Na região do Ulster, no Norte da Irlanda, durante o reinado de Conchobar, a irmã do rei deu à luz uma criança que recebeu o nome de Sétanta. Acreditava-se que era filho do deus Lugh. O menino cresceu entre os guerreiros do rei, e aos sete anos, já demonstrando força fora do comum, matou o feroz cão de guarda do ferreiro Cullan; propôs-se a tomar o lugar do cão e guarda e foi, por isso, chamado “Cão de Cullan”, ou Cuchullain.

Depois disso, sua força só aumentou, e começou a realizar feitos notáveis, cmo matar três gigantes que ameaçaram os guerreiros de sua terra. Mas era sujeito à loucura da guerra, sendo quase o que os nórdicos chamavam de “berserker”: um homem que, em batalha, entrava numa espécie de transe, frenesi que o levava a matar descontroladamente. E uma profecia dizia que ele seria famoso por toda a Terra, mas que teria vida breve. Continuar lendo “Lenda Celta – Cuchullain”

Lenda Celta – Os Tuatha dé Danaan

Os habitantes do além-mundo eram os Thuata Dé Danann - a tribo da deusa Dana, mãe de uma importante família de deuses. De acordo com o folclore irlandês, os Thuata Dé Danann  eram uma estirpe de pessoas hábeis nas artes de magia e no druidismo que, em algum momento no passado distante, chegaram à Irlanda de uma terra do norte. (Fonte: Irlanda celta: entre os druídas e os grandes reis, Editora Folio).
Os Thuata Dé Danaan. Fonte: Pinterest.

O povo celta habitou muitas regiões da Europa, onde mais tarde se consolidariam as nações da Gália, Bretanha, Germânia; estiveram também na Península Ibérica e nas ilhas Britânicas. A maior incidência de seus mitos concentrou-se Continuar lendo “Lenda Celta – Os Tuatha dé Danaan”

Os Oito Imortais no taoismo

Clique nas imagens para ampliá-las.

Os Oito Imortais são um grupo de deidades mitológicas chinesas que aparecem em lendas e textos tradicionais da doutrina taoista. Eles agem como super-heróis santos e atuam na vida de seus devotos de várias maneiras. Diferentemente dos deuses de mitologias politeístas, os Oito Imortais são pessoas comuns que chegaram à iluminação e se tornaram imortais e etéreas. Todos eles estão ligados a figuras históricas (que realmente existiram ou não) das dinastias reais chinesas entre 206 a.C. e 1279. Podem ser, por exemplo, um primo de um imperador da dinastia Tang ou um general sem nome do exército dos Song.

Cao Guojiu

A lenda diz que Cao era o tio de um dos imperadores da dinastia Song. Quando seu fictício irmão mais novo, Cao Jingzhi, assassinou um homem impunemente, Guojiu teve uma crise moral. Continuar lendo “Os Oito Imortais no taoismo”

Filme: Alexandria (Agora)

103236_000_pSob o domínio Romano, a cidade de Alenxadria é palco de uma das mais violentas rebeliões religiosas de toda história antiga. Judeus e cristãos disputam a soberania política, econômica e religiosa da cidade. Entre o conflito, a bela e brilhante astrônoma Hypatia (Rachel Weisz) lidera um grupo de discípulos que luta para preservar a biblioteca de Alexandria. Dois deles disputam o seu amor: o prefeito Orestes (Oscar Isaac) e o jovem escravo Davus (Max Minghella). Entretanto, Hypatia terá que arriscar a sua vida em uma batalha histórica que mudará o destino da humanidade (Fonte: Imagem Filmes).

Trailer do filme:  Continuar lendo “Filme: Alexandria (Agora)”

Fórum de discussão | Tema: Música Celta

traditional-musical-instruments-in-old-the-irish-image-collection-

A expressão música celta refere-se aos estilos populares da Irlanda, Escócia, Galiza, Portugal, Astúrias, País de Gales e Bretanha, que usavam as formas tradicionais de danças e os improvisos dos trovadores. É caracterizada pelo ritmo vigoroso das danças, a utilização de flautas e de rabecas, e o uso de línguas locais nas letras das músicas.

Somente a partir dos anos 1960, com o Movimento Nacional Irlandês, o universo “celta” popularizou-se nos Estados Unidos e marcou o cenário pop das décadas de 60, 70 e 80. Nos anos 1990, explodiu nas paradas mundiais com o New Age e artistas como Enya.

As subdivisões mais comuns são: New Age, Tradicional, Fusion e Folk  Continuar lendo “Fórum de discussão | Tema: Música Celta”